Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Give me 5 minutes

Give me 5 minutes

A um mês do Natal

Para aquelas pessoas que andam muito atarefdas lembro que faltam apenas 30 dias para o Natal.

Que começem os preparativos para a melhor altura do ano.

Já repararam como nesta époa quase todas as pessoas ficam mais simpáticas, mais prestáveis,  mais sociáveis, mais sorridentes 

Como não  gostar da quadra natalicia.

Para vos animar nesta segunda feira chuvosa, deixo-vos uma das minhas músicas preferidas de Natal.

Bons preparativos.

 

 

De passagem por Olhão

Quem chega a Olhão depara-se de imediato com uma grandiosa obra de arte, uma casa antiga degradada que foi magnificamente pintada (Arte Urbana) e que é sem dúvida merecedora de uma paragem obrigatória para apreciar todos os detalhes desenhados, pintados e fixados nas paredes, portas e janelas.

Outro edifício que me encantou foi o mercado municipal. De planta rectangular,  é composto por dois corpos idênticos forrados a tijolo e que se situam junto à Ria. Este é sem dúvida um edifício com enorme impacto na cidade.

Interessantes foram também os bancos em azulejo, no Jardim do Pescador que fica  junto ao mercado municipal, ainda que não tenha tido oportunidade de os ver todos porque nesse dia decorria uma feira e os bancos estavam a ser usados uns como banca de vendas e outros  como armazém.

Em frente ao Jardim Patrão Joaquim Lopes ( também perto do mercado municipal)  na Av. 5 de Outubro e para os caminhantes que queiram descansar existem uns bancos muito engraçados em madeira e metal com peixes recortados no metal.

Outro local a visitar  é o porto do recreio que apesar de pequeno está muito bem estruturado e as embarcações aqui atracadas têm à sua disposição um conjunto de serviços equiparados aos de uma marina.

Monumentos não tive oportunidade de ver e  da zona histórica vi apenas umas duas ou três ruas com detalhes muito interessantes e não consegui  ver muito mais.

Quem por  aqui quiser pernoitar sugiro Real Marina Hotel & SPA

Aos olhanenses ou quem conhece bem a zona aceito sugestões de zonas a visitar que não estejam divulgadas nos locais habituais.

 

 

 

Preparadas para o Natal

 

 

 

 

As blusas de Natal foram a última tendência nos anos 90. No Natal passado, essa tendência reapareceu  muita gente se rendeu e eu não fui exceção.  Por cá temos normalmente um natal com temperaturas muito baixas e estas camisolas de malha foram um achado. Aquecem  bem mais do que as famosas toiletes  elegantes mas muito frias e desconfortáveis.

A pensar no conforto e em quem tal como eu se rendeu a este tipo de look  deixo algumas  sugestões de camisolas que já estão disponíveis na lefties, primark Springfield.

Façam as vossas escolhas  e aproveitem  o Black Friday que está quase ai  ( dia 29 de Novembro) para comprarem um pouco mais barato…Afinal são blusas que só usamos neste quadra. Fiquem bonitas elegantes e aconchegantes para poderem disfrutar em pleno esta época festiva.

Para as interessadas, as blusas estão disponíveis em malha e em estilo suéter. Opções não faltam e os preços variam entre os 7 e os 25 euros.

Como sugestão de look e porque as  blusas são muito coloridas sugiro o uso de um básico para equilibrar. Usem  umas calças/saias azuis escuras ou pretas …

Partilhem aqui a vossa escolha. Gostava de saber de também usam estas camisolas temáticas e se a vossa escolha  coincide com a minha.

Boas compras 

 

Vá ao cinema com o Continente

 

Doc1.jpg

Para os cinéfilos que vivem em Portimão ou arredores já podem por apenas  2,5€ ir ao cinema às quartas –feiras.

O Centro Comercial de Portimão e  o Continente  levam a cabo até ao  próximo dia 18 de Dezembro esta campanha que se aplica apenas a filmes 2 D.

Para mais informações consultem o regulamento  ou  o site do centro comercial aqui

Ao  Continente sugiro a implementação  desta campanha a todas as cidades do país.

 

Ainda a tempo de passarem na Feira de São Martinho em Portimão

Para quem está no Algarve  e não tem programa para o fim de semana ainda pode visitar a feira de São Martinho em Portimão. 
A Feira de São Martinho é  o mais antigo evento popular que se realiza em Portimão e que remonta a 1662, realizando-se anualmente no mês de novembro, sempre assinalando e decorrendo no período que inclui a data que lhe dá o nome, Dia de São Martinho, a 11 de novembro. 

20191112_215102.jpg

20191112_215251.jpg

20191113_174910.jpg

20191112_220338.jpg

 

Além  destas e outras diversões podem ainda  comprar castanha  assada, algodão doce, pipocas, torrão,  cavacas, fruta, leguminosas, roupa, sapatos, capas para telemóveis  e outros .

Podem também  assistir à  mostra de carros em segunda mão .

Divirtam-se.

 

Destralhar para não atrapalhar

destralhar-e1491880997760.png

Defende-se cada vez mais o minimalismo, e se antes não me identificava muito com esta ”moda”   estou neste momento numa fase da minha vida em que  a quantidade de coisas que possuo, acaba muitas vezes por me provocar alguma ansiedade.

Luto diariamente com a falta de espaço para ter tudo arrumado e de forma organizada. Por exemplo com a roupa já testei todo o tipo de dobras de roupa para estas caberem nas gavetas mas sem sucesso. Passo a roupa a ferro e quando quero vestir tenho que passar novamente.

A quantidade de coisas que possuo  é tanta que muitas vezes  nem me lembro do que tenho.

Perante esta situação e de algum tempo a esta parte todos os dias, agendo entre 15 a 20 minutos para  organizar alguma gaveta ou algum armário e fazer a seleção das coisas.

Normalmente tenho 3 caixas. Numa caixa  coloco as coisas para doar, noutra caixa as coisas que precisam ser arranjadas, sejam sapatos, pequenos eletrodomésticos, ou roupas e uma terceira caixa com coisas que já não podem ser aproveitadas e vão para o lixo.

Algumas pessoas tem mais uma caixa com coisas para vender. Já tentei vender algumas coisas no OLX e não resultou por isso dou a pessoas que me pedem ou coloco tudo nos contentores que estão espalhados por quase todas as cidades.

 

O que devemos então destralhar ou pelo menos o que eu tenho estado a destralhar?

  1. Maquilhagem antiga ou maquilhagem que não uso.
  2. Vernizes e perfumes antigos.
  3. Roupas que já não me servem ou que estão estragadas.
  4. Revistas, apontamentos e jornais antigos.
  5. Medicamentos passados de validade ( estes entrego nas farmácias)
  6. Brincos sem par.
  7. Bijuteria estragada .
  8. Relógios estragados e que já não tem solução.
  9. Correspondência antiga .
  10. Louça lascada.
  11. Livros repetidos ( podem aproveitar e oferecer no aniversario dos amigos ou familiares)
  12. Recipientes antigos que já não usamos ou que lhes falta alguma peça
  13. Coupons / vales já expirados.
  14. Eletrodomésticos estragados.
  15. Comida passada de validade.
  16. Calendários e listas telefónicas antigas.
  17. Catálogos e folhetos.
  18. Telemóveis antigos.
  19. Brinquedos e jogos.
  20. Bibelotes decorativos que não gostamos ou que estão estragados.
  21. Canetas/ marcadores/ que não escrevem...etc

Claro que nem sempre é fácil descartar algumas coisas porque têm um valor sentimental, mas se não as usamos não faz sentido estarem a ocupar espaço. Inclusivamente muitas vezes nem nos lembramos que as temos.

Depois do destralhar é importante limpar e organizar.  E vão ver o quão gratificante e agradável  é ver  os nossos  espaços organizados.  

Não sei se alguns de vós são como eu.  Mas se a minha casa estiver desorganizada, eu posso estar a Km de distância mas não consigo desligar e como tal  acabo por não  disfrutar  desses momentos.

E vocês  que tipo de pessoas são? Minimalistas ou Acumuladores?

 

Eu ainda sou do tempo da Numeração Romana

Quando era mais nova fazia parte dos programas escolares o ensino da numeração romana, matéria que pelo que me tenho apercebido deve ter sido retirada destes programas.

Digo isto porque do meu endereço postal fazem parte alguns números romanos, e cada vez que é necessário fornecer estes elementos a pessoa que os regista  nunca o faz corretamente, temos  sempre que soletrar letra por letra.

Ainda que este tipo de numerologia  se encontre em muitos livros a identificar os  capítulos,  que apareça em alguns relógios a indicar as horas e que seja ainda utilizada para enumerar os papas,  parece ser algo que está a desaparecer.

Para os que não conhecem, para os que já se esqueceram e para os que gostavam de aprender deixo-vos uma tabela com as equivalências e a explicação das regras  deste tipo de numeração que utiliza as letras do alfabeto.

Ressalvo uma particularidade interessante desta numeração que é a ausência do zero, número desconhecido pelos romanos.

 

Letras usadas e o seu valor

Numeração Romana

Equivalência

I

1

V

5

x

10

L

50

C

100

D

500

M

1000

    Nota :  As letras  I X C e M repetem-se até três vezes

As letras  V, L e D não se repetem.

Para os mais curiosos que gostariam de praticar deixo-vos um link aqui onde podem treinar.

Bons treinos. 

 

 

36ª Edição da Feira da Castanha 9 e 10 de Novembro em Marvão

 

Feira_castanha_2019_web.jpg

Se não têm programa para o próximo fim-de-semana, sugiro uma viagem até ao Alentejo, mais concretamente à vila de Marvão que este ano promove a 36ª edição da Feira da Castanha – Festa do castanheiro.

Além de poderem degustar a castanha de Marvão (certificada como produto de Denominação de Origem Protegida - DOP) terão também a possibilidade de conhecer outros produtos existentes no concelho tais como os frutos secos, enchidos, azeite, licores, vinho, queijos, compotas e doces regionais.

Ao  circular pela vila irão descobrir os artesãos, que trabalham os bordados tradicionais com casca de castanha, e a cestaria em madeira de castanheiro. Um artesanato que tem como matéria-prima o castanheiro e que faz parte do património cultural marvanense.

A entrada na feira tem um custo simbólico de um euro que reveste a favor da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Marvão.

O transporte até à vila é assegurado por autocarros que têm um custo de 1.50€ (inclui a subida e a descida). Os vossos carros podem ficar estacionados nos parques de estacionamento existentes nos pontos de partida (Portagem/ Santo António das Areias e Beirã). Mais informação disponível aqui 

Para mais informações consultem o programa aqui

Boa Degustação

 

Para reflectir...

 

mafalda-pensando.gif

Imagem retirada do Pinterest

 

Nada melhor do que uns dias de chuva para ficar uns momentos sossegadinhas e pensar… Desta vez e porque se aproxima mais um início de semana, lembrei-me da existência de algumas barreiras psicológicas que por vezes nos impedem de viver uma vida feliz e saudável.

 

As conclusões breves a que cheguei foram:

 

  • Existe um tipo / género de pessoas  que  não encontrando nada de bom em si mesmas  ou na sua vida e  querendo ter assunto para conversas com os outros se limita a dizer mal de terceiros;
  • Depois temos aquelas pessoas que querem ser queridas e reconhecidas por todos e acabam por não o ser tornando-se apenas dependentes e servos dos outros;
  • Temos também aquelas pessoas que parecem desconhecer que existem  opiniões e pontos de vista diferentes e que podem ser tão válidos quanto os seus no entanto estão tão focadas  em sim mesmas que se esquecem muitas vezes de respeitar as outras pessoas;
  • Contamos também com as pessoas que querem ser ajudadas,  e que por vezes até pedem ajuda  mas não iniciam o trabalho/tarefa;
  • Recordem que a pessoa madura faz as suas tarefas, enquanto que a pessoa imatura por vezes sabe o que deve ser feito mas não o consegue fazer. Podendo adotar uma postura  humilde e admitir a sua limitação, não o faz e  contenta-se a criticar quem as faz;
  • Lembrem-se que devemos procurar o caminho certo e não o caminho imediato uma vez que este último pode não  ser o melhor ;
  • Convém relembrar que pessoas sem objetivos não são pessoas produtivas, nem pessoas positivas, pois não se interessam por nada;
  • Memorizem - Se querem ser felizes não tentem provar nada a ninguém,  vivam para vocês ;
  • Por último Aceitem a solidão, já dizia o ditado “ antes só que mal acompanhado” fazemos melhor quando estamos sozinhos sem distrações e sem stress- Aceitar a solidão é sinal de maturidade é sinal de que o sujeito se sente bem na sua própria companhia .

 Boa Semana