Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Give me 5 minutes

Give me 5 minutes

28 de Agosto, 2020

A forma como tu tratas as pessoas diz tudo sobre Ti

Give me 5 minutes

Nunca uma frase fez tanto sentido na minha vida.

Mas também nunca tinha convivido tão regulamente com pessoas ressabiadas, frustradas, mal amadas... sei lá  que adjetivo usar para me referir a pessoas que ainda que sejam bem tratadas pelos outros desenvolvem uma  sucessão de ações grotescas, como falar sem educação, não olhar nos olhos quando falam (é a famosa situação do nariz empinado), não ouvir os outros, ser intransigente, agressivo verbalmente  e tantas outras coisas…

Insistem em tratar mal os outros, em rebaixa-los... parece que precisam mostrar que são superiores, quando na realidade este tipo de comportamento na minha opinião  revela exatamente o contrário.

Nesta sociedade não seremos todos necessários uns aos outros. Não serão necessárias  e importantes todas as profissões. Senão vejamos, não gostamos todos de estar sentados numa esplanada e ter alguém que nos traga o café á mesa, não gostamos do senhor que na praia vem ter connosco para nos vender a bola de Berlim,  não gostamos de ter aquela senhora que nos limpa a casa e o prédio… e o mecânico que nos arranja o carro, e o padeiro que distribui o pão pelas aldeias …não serão estas profissões tão ou mais importantes  que as outras consideradas “chiques” médicos, advogados, professores….não são estas pessoas dignas, não deverão igualmente ser respeitadas?

Para estas  pessoas infrutuosas  que tratam  mal os outros e  que tentam a todo o custo parecer algo que não são constatamos que rapidamente perdem as estribeiras et voilá estala o verniz e começam  a disparar em todos os sentidos, e é  impressionante quantidade de veneno que sai de uma pessoa... no olhar, no falar... Meu Deus...

Só não lamento a existência dessas pessoas porque conviver com elas habitualmente  ainda me faz sentir mais especial.

Sem falsa modéstia defino-me como uma pessoa educada,  porque  em pequena  ensinaram-me  as palavrinhas mágicas,  bom dia, boa tarde, boa noite, até amanhã, com licença, se faz favor, obrigado...) não digo palavrões, não trato mal ninguém,  se não gosto da pessoa  prefiro ignorar do que maltratar, ninguém é obrigado a gostar de ninguém mas somos obrigados a respeitar. E é exatamente neste respeito pelos outros que está uma das nossas melhores virtudes.

Não entro em discussões desnecessárias, gosto de ajudar os outros sempre que possa. Tento ser uma boa pessoa, ciente no entanto que não agrado a todos como nem todos me agradam a mim. Mas desde que exista respeito já está bom.

Para estas pessoas problemáticas que acredito que algumas  leiam este post deixo algumas dicas:

  • Trata os outros como gostarias de ser tratado – esta é uma regra de ouro;
  • Faz aos outros aquilo que gostarias que te fizessem a ti
  • Fala para os outros como gostarias que falassem para ti
  • Sente pelos outros aquilo que gostarias que sentissem por ti
  • Pensa nos outros como gostarias que pensassem em ti
  • Pensa no impacto que as tuas palavras e as tuas atitudes tem no outro
  • Faz um esforço para respeitar as diferenças entre as pessoas ( raça, Ideologia, religião, Cor…
  • Lembra-te que vida é um boomerang o que vai … um dia volta
  • Pensa que a forma como hoje tratas os outros, um dia alguém te vai tratar assim, é a velha máxima “ cá se fazem cá se pagam”
  • Pensa que mais cedo ou mais tarde todos precisamos uns dos outros.

Este post é dedicado a todas as pessoas que diariamente têm que aguentar este tipo de criaturas.

Fiquem bem

Bom fim de semana

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.