Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Give me 5 minutes

Give me 5 minutes

Nine to five

 

Quem trabalha  fora de casa certamente que se vai identificar.

Penso não ser a única pessoa que tem os roupeiros e gavetas cheios de roupa e que após o banho, enfiada no seu roupão, se senta na cama olha para o roupeiro em frente e pensa o que é que vou vestir????

Ainda que ter pouca roupa seja complicado (principalmente no inverno em que a roupa demora muito tempo a secar), o excesso de trapos  também não facilita muito, devido as múltiplas combinações que nos possibilita.

Num minuto, e  porque o relógio antes das nove parece que anda mais rápido, temos que imaginar um sem número de looks,  tal como numa linha de montagem. Criar um look é fácil em pensamento porque na realidade nem sempre  resulta como imaginamos,  e o que acontece depois desta trabalheira do despe e veste é que acabamos por vestir aquele outfit que já usámos tantas e tantas vezes, mas que resulta sempre bem e que nos faz sentir poderosas.

E,  neste corrupio em contra-relógio, o quarto fica igual a uma zona de guerra, tudo espalhado, calças, camisas, casacos, botas, cintos…

Por vezes dou por mim a pensar como é que consegui espalhar tanta coisa em tão pouco tempo. Felizmente que consigo ir almoçar a casa e nessa hora consigo guardar tudo.

Muitas de vós irão certamente dizer, vai ao Pinterest e inspira-te ou então arranja tudo no dia antes…

Minhas amigas,  já fiz as duas coisas.

A primeira acaba por não resultar porque é tudo muito parecido com o que eu já uso… usamos quase todas as mesmas coisas pertencentes ao grupo inditex e eu gosto de ter algo que sendo igual a todas me diferencie… sabem aquele pormenor…mariquices…

A segunda também já fiz, mas o que me parecia giro no início do serão, à luz do dia, já não me parece tão bem…ou então nesse dia já não estou para aí virada ou o dia não está como anunciado no IPMA. ( sim eu consulto o estado do tempo diariamente para saber o que vestir).

Difícil tarefa a escolha dos looks...  não para todas é certo, mas sim para as vaidosas.

Existe mais alguma vaidosa por aí a viver a mesma situação?

 

Imagem retirada da internet

8 comentários

Comentar post